Você sabia…

postado por aleile @ 4:18 PM
4 de novembro de 2010

… que a produção de uma tonelada de papel novo consome de 50 a 60 eucaliptos, 100 mil litros de água e 5 mil KW/h de energia. Já uma tonelada de papel reciclado consome 1.200 Kg de papel velho, 2 millitros de água e 1.000 a 2.500 KW/h de energia?

… e que a produção de papel reciclado dispensa processos químicos e evita a poluição ambiental: reduz em 74% os poluentes liberados no ar e em 35% os despejados na água, além de poupar árvores?

Pois é, podemos ajudar o planeta através de pequenos atos, como por exemplo, seguindo os 3 R’s.


Exemplo pelo Verde

postado por aleile @ 12:27 PM
3 de novembro de 2010

A adesão das empresas à economia verde se deu em 2005,quando a General Electric e o Walmart, duas das maiores empresas do mundo, começaram a reformulação em seus negócios. O grupo Walmart, por exemplo, começou uma radical transformação no modelo tradicional de atuar no varejo, como anúncio do então presidente mundial da rede, Lee Scott, de que a empresa passaria a utilizar, a longo prazo, 100% de energia renovável, reduzir a zero a produção de lixo em sua operação e vender em todas as suas lojas apenas produtos que não ameaçassem a natureza. Desde então, a maioria das lojas do Walmart conseguiu economizar 25% de energia.

No Brasil, o processo foi iniciado com o inédito “Pacto pela Sustentabilidade” que o Walmart firmou com 18 dos seus maiores fornecedores – gigantes como a Ambev, Unilever, Golgate/Palmolive, Coca-Cola, Nestlé – que no conjunto representam quase 15% do PIB brasileiro. O pacto funciona assim: os maiores grupos industriais, sob a liderança do Walmart, se comprometeram com metas de longo prazo para redução dos impactos ambientais ao longo da cadeia de seus produtos. O compromisso implica também não adquirir produtos de áreas de desmatamento ilegal ou que envolvam trabalho escravo.

A gerente de Relações Institucionais e Lojas da Comunidade do Walmart Brasil, Camila Valverde Santana, afirma que no grupo o compromisso com a sustentabilidade é parte do negócio, “As ações desenvolvidas pela empresa na Bahia e no Brasil orientando os colaboradores e clientes a pensarem em sustentabilidade retratam nossa preocupação”. Entre as ações de destaque, Camila cita que boa parte das 388 lojas do grupo já encaminha seus resíduos para reciclagem. Os resíduos são transformados em ração para animais ou adubo. É o projeto “Estações de Reciclagem”, iniciado há pouco mais de cinco anos e que temdado ótimos resultados. Na Bahia, por exemplo, aproximadamente 31 mil toneladas de resíduos foram coletadas emapenas três meses – de janeiro a março. Em Salvador, os resíduos depositados nas estações são coletados pela Cooperativa de Catadores Agentes Ecológicos de Canabrava e pela Cooperativa de Catadores de Canabrava. Ou seja, além do reaproveitamento, geram emprego e renda para centenas de catadores cooperativados.

Em 2009, o Walmart lançou outro programa inédito no varejo brasileiro, o “Cliente Consciente Merece Crédito”, dando ao cliente o crédito de R$ 0,03 por sacola plástica não utilizada. Em vigor em todas as lojas do Nordeste e do Sul do país (mais de 260 unidades), o programa já recolheu mais de três milhões de sacolas e concedeu mais de R$ 100 mil em descontos para os clientes. A meta com essa campanha é reduzir em 50%o uso de sacolas plásticas até 2013.

Para alcançar o objetivo, o Walmart estimula o uso de sacola retornável, feita em algodão cru com capacidade para até 35 quilos e que é vendida nas próprias lojas a R$ 2,50. Desde o lançamento, há um ano, já foram vendidos mais de dois milhões de sacolas.

Principais metas – Os signatários do Pacto pela Sustentabilidade firmado pelo grupo Walmart com 18 dos seus maiores fornecedores se comprometem em reduzir os impactos em todas as etapas da produção. O compromisso inclui também não comprar produtos com vícios de origem, vindos de áreas de desmatamento, envolvendo trabalho escravo ou empresas irregulares.

As principais metas:

  • Reduzir em 70% o fosfato nos detergentes para lavanderia e cozinha até 2013;
  • Oferecer produtos de lavanderia duas vezes mais concentrados até 2012;
  • Oferecer pelo menos um produto orgânico por categoria de alimentos até 2012;
  • Estimular as vendas de produtos com diferencial em sustentabilidade;
  • Apoiar e estimular o desenvolvimento de produtos de ciclo fechado;
  • Redução de Resíduos;
  • Reduzir embalagens em ate 5% até 2013;
  • Implantar o Packaging Scorecard até 2009