Ações de sustentabilidade movimentam Terminal de Contêineres de Salvador

postado por aleile @ 1:39 PM
8 de outubro de 2013

 Tecon Salvador FOTO divulgacao.jpg (1)

Responsável pelo terminal de contêineres da Bahia, o Tecon Salvador vem exercendo suas atividades pautadas na política de sustentabilidade. A empresa, que foi arrendada no ano de 2000 em uma concessão de 25 anos (renováveis por igual período), se alinhou à política corporativa do Grupo Wilson Sons, visando “contribuir com a sociedade em que está inserida”, como destaca o diretor executivo do Tecon Salvador, Demir Lourenço Júnior.

“Nossa orientação, na área de sustentabilidade, é de absoluto respeito às normas, padrões e procedimentos. Além do básico, como a naturalização de práticas e a coleta seletiva, insistimos em capacitações, ações educativas, eventos de mobilização e tudo o mais que possamos fazer para incentivar um convívio harmonioso com o ambiente em que estamos. O nosso negócio, também, é preservar a natureza, com o objetivo de deixar um legado para as futuras gerações”, pontua o diretor.

Ele explica que todo o trabalho realizado pelo Tecon segue, rigorosamente, as definições de Segurança, Meio Ambiente e Saúde. “A empresa desenvolve, com seus colaboradores, capacitações para conscientização e para a prática de medidas preventivas na área de sustentabilidade”, afirma. Junto à utilização de papéis reciclados e destinação seletiva de resíduos (comuns, recicláveis e coleta de aparelhos e baterias de celular), completa, o terminal adquiriu, recentemente, novos equipamentos com maior eficiência energética. Até o momento, o Grupo Wilson Sons informa já ter investido cerca de R$ 240 milhões na compra de equipamentos, em tecnologia e na expansão do terminal.

Ações sustentáveis – Dentro da proposta de responsabilidade com o princípio da sustentabilidade, o Tecon optou por um novo modelo de pontes rolantes sobre rodas para a movimentação de contêineres no pátio (RTGs). Trata-se dos primeiros equipamentos totalmente elétricos da América Latina. Conforme Demir Lourenço Júnior, a iniciativa reflete o comprometimento da empresa com a preservação do meio ambiente. “Os RTGs possuem tecnologia de reaproveitamento de energia e proporcionam a redução de emissão de dióxido de carbono, pois dispensam a utilização de combustível”, explica. Com esta ação, o Tecon deixa de emitir, anualmente, uma quantidade de gás de efeito estufa equivalente à queimada de 26 mil árvores da Mata Atlântica.

O trabalho não se restringe às ações com o público interno. Segundo Demir Lourenço Junior, a empresa promove, também, ações sociais na comunidade. Uma das iniciativas de maior impacto, cita o diretor, é o Clean Up Day – traduzido como o Dia mundial de limpeza de rios e praias, em uma iniciativa da ONG Ocean Conservancy. Realizado, anualmente, na praia do Porto da Barra, em Salvador, o projeto envolve funcionários, banhistas e mergulhadores que se reúnem com o objetivo de coletar resíduos poluentes na área.

A empresa – Um estudo da Coppead (Instituto de pós-graduação e pesquisa em Administração, da Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ), publicado em dezembro de 2010, aponta o Tecon Salvador como o melhor operador portuário do Norte e Nordeste e o quarto do Brasil. A pesquisa se baseou em parâmetros como eficiência, custo de movimentação e tempo de espera. Com o recente investimento em tecnologia e infraestrutura, a direção da empresa afirma que o terminal está apto a receber os maiores navios de contêineres que navegam, hoje, no mundo.

O Tecon Salvador, desde 2000, tem aumentado seus índices de movimentação, acumulando um crescimento de 435% na última década. Comprometida com o desenvolvimento da economia local, a empresa gera cerca de 650 empregos diretos e mais cinco mil indiretos, garantindo crescimento no desenvolvimento da mão de obra da área de operações logísticas e portuárias.

Wilson Sons - Fundada por Edward Pellew Wilson, em 1837, em Salvador, a Wilson Sons tem fomentado suas ações em torno da Sustentabilidade, Memória e Responsabilidade Social, por meio de projetos como o Criando Laços (que visa estimular e apoiar a atuação voluntária dos funcionários em ações dirigidas a instituições e projetos sociais) e o Centro de Memória Wilson Sons. Diversificado, seu portfólio inclui soluções especializadas nas áreas de terminais portuários, rebocagem marítima, logística, agenciamento marítimo, apoio à exploração e ao desenvolvimento da indústria de óleo e gás e da indústria naval.
Ao se transformar, ao longo de sua história, em um grupo focado em prestação de serviços portuários, marítimos e logísticos terrestres, é considerada, hoje, uma das maiores operadoras brasileiras integradas no setor. Além do Tecon Salvador, o Grupo detém o terminal do Tecon Rio Grande. Ambos atendem à economia doméstica, ao comércio internacional e às demandas do mercado de óleo e gás, conforme a direção da empresa.

 

 

 

Deixe seu comentário.