Ações de cidadania

postado por aleile @ 1:25 PM
8 de outubro de 2013

 

 

Januaria Celestina Santos Oliveira
Manter uma interação e um bom relacionamento com as comunidades do seu entorno tem sido uma prática social permanente da Braskem, empresa da cadeia petroquímica, com sede no Polo Industrial de Camaçari. Visando contribuir na melhoraria da vida dos moradores, a organização se pauta no programa Investimentos Sociais Privados (ISP), que é sustentado por três eixos de atuação: inclusão social, educação ambiental e promoção cultural. Dentro desse contexto, a Braskem vem realizando várias iniciativas, entre as quais o Projeto Caminhos para a Autossustentabilidade (PCA). Essa iniciativa envolve as comunidades de Madeira, Menino Jesus, Pasto de Fora e Passé, situadas no município de Candeias; de Jardim Futurama, em Dias D’Ávila, e de Pitanga de Palmares e Meota, em Simões Filho.

“Somos uma organização com uma atuação de cidadania. Por isso a gente trabalha para fomentar a promoção cultural, a inclusão social e a educação ambiental, através de 13 programas estruturados nesses pilares. Somente em 2012, investimos R$ 12,6 milhões em projetos sociais que beneficiaram mais de 130 mil pessoas”, pontua o coordenador de desenvolvimento sustentável da Braskem, André Leonel Leal.

As comunidades envolvidas com o projeto estão localizadas nas proximidades da dutovia Refinaria Landulfo Alves (RLAM), no Polo de Camaçari-Aratu (sistema de dutos, por meio do qual a Braskem e outras seis empresas transportam produtos químicos). Desde 2002, quando foi implantado, o PCA já beneficiou quase cinco mil moradores da região, sendo que o público-alvo das ações são crianças e adolescentes, entre 12 e 17 anos, em situação de vulnerabilidade social; professores; integrantes dos Núcleos de Defesa Comunitária (NUDECs); lideranças comunitárias; pais e responsáveis pelos participantes das oficinas do projeto.

20110815_7549

Ações educativas – Com o objetivo de despertar a consciência dos alunos em relação à preservação do meio ambiente e à sustentabilidade, o Caminhos para a Autossustentabilidade realiza ações educativas e de mobilização através de palestras e seminários, promovidos em parceria com as escolas municipais. A proposta é que cada participante se transforme em multiplicador de conceitos, valores e atitudes que promovam a inclusão e a promoção social, como explica o gerente de Relações Institucionais da empresa, Emmanuel Lacerda.

Oficinas de percussão, capoeira, serigrafia, cidadania e educação ambiental são algumas das atividades desenvolvidas pelo Caminhos para a Autossustentabilidade que, segundo Lacerda, resultaram na melhoria da autoestima e da autoconfiança dos participantes, assim como no aumento dos reflexos positivos na sociabilização, no rendimento escolar, na assiduidade e na relação com pais e/ou responsáveis. “A Braskem investe nas pessoas, apoiando-as na mudança de comportamentos e atitudes, e na construção de alternativas para melhores condições de vida”, afirma.

O presidente da Associação dos Moradores de Jardim Futurama, Jarbas de Jesus, confirma que a Braskem tem sido uma parceira da comunidade. “A empresa já nos trouxe uma diversidade de coisas boas, de forma gratuita, que não são oferecidas pelo Poder Público. Benefícios como uma escolinha de futebol, cursos de teatro e de serigrafia, terapia comunitária, passeio para locais de preservação ambiental e caminhadas ecológicas, além de biblioteca comunitária e bazar significam tirar os moradores de Jardim Futurama da margem da exclusão. Essas oportunidades ajudaram a mudar a mentalidade das pessoas devido às informações recebidas”, considera o líder comunitário.

A presidente da Associação Beneficente de Pasto de Fora, Maria Nilza Silva, da mesma forma, comemora o fato de a comunidade da qual ela pertence ter sido beneficiada com os projetos encampados pela Braskem. “Já estamos no local há 60 anos e, nos últimos anos, a Braskem vem tirando nossas crianças e jovens da rua, dando a eles uma ocupação recreativa e cultural. Isso nos deixa alegres porque significa que estamos sendo reconhecidos”.

Ações de conscientização – O Projeto Caminhos para a Autossustentabilidade promove, também, ações de conscientização quanto aos aspectos de segurança relacionados à dutovia e às formas de prevenir acidentes e incidentes. “O objetivo dessas iniciativas é buscar a convivência harmoniosa e segura da população em toda a área pela qual passam os dutos que transportam produtos”, afirma o gerente de Relações Institucionais da Braskem.

Além do Projeto Caminhos para a Autossustentabilidade, a Braskem mantém, na Bahia, outros programas, como o Fábrica de Florestas, Reciclagem e Cidadania, Museu Única (espaço da química no Universo da Criança e do Adolescente, na Cidade do Saber, em Camaçari) e Prêmio Braskem de Teatro. Os projetos, explica o coordenador de desenvolvimento sustentável da Braskem, André Leonel Leal, são realizados por meio de organizações da sociedade civil de interesse público, que planejam, executam e mensuram os resultados alcançados, sob o acompanhamento da empresa. “No Festival de Cultura Japonesa (realizado em Salvador, no início de setembro), por exemplo, a empresa promoveu uma ação educativa e ambiental”, destacou.

Deixe seu comentário.