Municípios baianos aderem ao IPTU Verde

postado por aleile @ 6:52 PM
11 de outubro de 2012

Descontos anuais chegam até 30% no pagamento do IPTU para os imóveis integrantes de condomínios e loteamentos, regularmente aprovados junto ao município, que mantenham em suas áreas programas de melhoria ambiental como: coleta seletiva de lixo, captação de energia solar, uso racional de água e sua reutilização, utilização de cisternas ou outra técnica de armazenamento de água de chuva, ou outros programas semelhantes, a serem definidos a partir das necessidades primordiais de cada cidade. Este é o objetivo do IPTU Verde, projeto de lei sugerido pela Associação dos Dirigentes do Mercado Imobiliário (ADEMI-Ba).

 Lançada há um ano, a ideia tem conquistado adesões importantes como a do prefeito de Mata São João, João Gualberto Vasconcelos, que assinou com a ADEMI-Ba um Protocolo de Intenções para a elaboração da legislação municipal do IPTU Verde. O município de Camaçari também já aderiu ao Projeto de Lei. Os municípios de Lauro de Freitas e Salvador também avaliam a possibilidade de implantar os benefícios para os seus contribuintes.

A proposta do IPTU Verde – já adotada com sucesso em estados como São Paulo e Minas Gerais – vem sendo apresentada e discutida pela ADEMI-Ba, inicialmente, com os prefeitos da Região Metropolitana de Salvador, e será difundida, posteriormente, por todo o Estado. Um dos principais objetivos da ADEMI-Ba é garantir à sociedade baiana uma moradia de qualidade e bem-estar.

Para isso, a Associação vem investindo em ações importantes como a realização anual do Fórum de Sustentabilidade, que tem por objetivo debater os caminhos para o desenvolvimento de um planeta melhor. Fruto desse compromisso, a ADEMI-Ba lançou os guias de Sustentabilidade e de Consumo Consciente, desenvolvidos para orientar os nossos associados, empresários do setor, os próprios moradores de condomínios e a sociedade como um todo, como é possível, com atitudes simples, adotar práticas de gestão e de construção ambientalmente corretas.

Deixe seu comentário.